Cidade do Vaticano, 3 set (EFE).- O papa Bento XVI pediu hoje que os fiéis não reservem Cristo apenas para si próprios, mas sintam a exigência de anunciá-lo aos outros, como fez São Paulo.

Durante a tradicional audiência pública das quartas-feiras, o papa dedicou a catequese à conversão de São Paulo, evento ocorrido enquanto fazia o caminho a Damasco, e com isso passou de "perseguidor da Igreja a apóstolo do Evangelho".

Neste sentido, pediu aos fiéis que, seguindo o exemplo de São Paulo, não reservem Cristo apenas para si próprios, mas sintam "melhor a exigência de anunciá-lo aos outros".

O papa destacou que São Paulo se encontrou com Cristo como "pessoa viva" e essa experiência tem "validade" para os cristãos hoje.

O Cristianismo não é uma "nova filosofia ou moral", mas só é cristão quem tem uma "relação pessoal com Cristo", o que é alcançado através da leitura dos Evangelhos, da oração e da vida litúrgica da Igreja, disse.

O papa disse que essa mudança radical na vida de São Paulo não foi "fruto de um processo psicológico, de um amadurecimento ou uma evolução intelectual ou moral", mas veio "do exterior, do encontro com Cristo", que reformou "todo seu patrimônio espiritual e orientou suas forças para um novo propósito". EFE cr/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.