Papa pede respeito por meio ambiente e família

Cidade do Vaticano, 17 dez (EFE).- O papa Bento XVI pediu hoje uma mudança na percepção das necessidades por parte da sociedade, que combine uma compreensão de nossas obrigações sobre o meio ambiente e a família.

EFE |

Em discurso diante do novo embaixador da Dinamarca na Santa Sé, Hans Klingenberg, que apresentou hoje suas cartas credenciais, Bento XVI falou sobre a Cúpula das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP15), que termina amanhã em Copenhague, para onde, segundo ele, "a atenção do mundo" está dirigida.

O papa afirmou que "os esforços para fomentar uma compreensão integral do meio ambiente" vão frequentemente acompanhados por uma forma "reducionista" de entender as pessoas que, além disso, "às vezes são hostis com relação à família".

Bento XVI voltou a apostar pela possibilidade de que os Governos redefinam "os conceitos e princípios segundo os quais as relações internacionais atuaram até agora".

Além disso, assegurou que, dadas estas condições, pode surgir uma "compreensão integral da saúde da sociedade" na qual "nossas obrigações sobre o meio ambiente nunca se separem de nossas obrigações sobre a pessoa".

O papa apostou por uma forma de entender a sociedade na qual uma moral crítica com as normas culturais que formam a coexistência humana, com especial atenção à juventude, seja considerada "central para o bem da sociedade". EFE if/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG