prioridade na crise - Mundo - iG" /

Papa pede que os trabalhadores sejam prioridade na crise

CIDADE DO VATICANO - O Papa Bento 16 pediu neste domingo a dirigentes políticos e empresários que deem prioridade aos trabalhadores e às suas famílias, depois de cumprimentar uma delegação de operários de uma fábrica da Fiat do sul da Itália que estão desempregados há meses.

AFP |

Ao falar de sua janela do Vaticano aos fiéis reunidos na Praça São Pedro para a oração dominical do Angelus, o Papa mencionou especialmente uma delegação de trabalhadores da fábrica de Fiat de Pomigliano D'Arco, perto de Nápoles.

"Desejo encorajar as autoridades políticas e civis, assim como os empresários, para que com o apoio de todos possamos enfrentar este momento delicado", disse Bento XVI, lembrando da "prioridade que deve ser dada aos trabalhadores e suas famílias" nestes momentos.

A Fiat é o primeiro empregador privado na Itália, com 78.000 pessoas, das quais 5.000 trabalham em Pomigliano D'Arco. Em meio à crise, o grupo recorreu em massa ao desemprego técnico. Em 5 de fevereiro, uma manifestação nessa fábrica terminou em confrontos com a polícia.

Leia mais sobre: crise financeira

    Leia tudo sobre: bento 16bento xvicrise financeira globalpapa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG