Papa pede que cristãos não abandonem Terra Santa

Nazaré (Israel), 14 mai (EFE).- O papa Bento XVI voltou a pedir aos cristãos para que permaneçam na Terra Santa e não abandonem o local de origem de seus antepassados.

EFE |

O pontífice disse que os cristãos são um elemento necessário para a paz e a reconciliação na região.

As declarações foram feitas na cidade de Nazaré, durante a celebração das Vésperas com bispos, sacerdotes e movimentos eclesiais da Galiléia.

"Tenham o valor de ser fiéis a Cristo e de permanecer nesta terra. Vocês têm que desempenhar um papel no plano divino de salvação, divulgando a mensagem de paz e de unidade de Cristo. Para isso, é essencial que estejam unidos, para que a Igreja da Terra Santa seja reconhecida como um instrumento de comunhão com Deus e de unidade de todos os homens", disse.

O papa também afirmou que, por ser minoria em Israel e nos Territórios Palestinos, os cristãos da região pensam que sua voz "conta pouco" e deixam o local, procurando "mais segurança e perspectiva".

Os católicos representam 1,8% da população de Israel e dos Territórios Palestinos, e 1,9 % na Jordânia, segundo dados fornecidos pelo Vaticano.

Após a celebração das Vésperas, o papa retornou a Jerusalém, concluindo sua jornada pela Galiléia. EFE jl/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG