Papa pede que ajudas cheguem rapidamente a afetados por furacões

Castelgandolfo (Itália), 21 set (EFE) - O papa fez hoje um novo apelo para que as ajudas aos países afetados pelos recentes furacões cheguem o mais rápido possível, e ressaltou que queira Deus que, pelo menos nesta ocasião, a solidariedade e a irmandade prevaleçam sobre qualquer outra razão.

EFE |

O pontífice fez a chamada perante milhares de pessoas reunidas no pátio da residência de Castelgandolfo, 30 quilômetros ao sul de Roma, durante a oração do Ângelus, na qual lembrou que, quando foi eleito papa, se apresentou perante os católicos como "um trabalhador da vinha do Senhor".

"Nas últimas semanas, os países caribenhos, em particular Haiti, Cuba e República Dominicana, e o sul dos Estados Unidos, em especial o Texas, foram duramente golpeados por violentos ciclones", disse Bento XVI.

"Peço que as ajudas cheguem o mais rápido possível às zonas mais afetadas e queira Deus que, pelo menos nesta ocasião, a solidariedade e a irmandade prevaleçam sobre qualquer outra razão", acrescentou.

O pontífice reiterou sua solidariedade e orações a "todas essas queridas povoações". EFE jl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG