Cidade do Vaticano, 31 mar (EFE).- O papa Bento XVI pediu hoje aos católicos que rezem pelos sacerdotes para que sirvam de mensageiros de esperança, reconciliação e paz para os fiéis.

Diante das mais de 20 mil pessoas que se reuniram na Praça de São Pedro do Vaticano para a audiência pública das quartas-feiras, o pontífice lembrou que amanhã começa o Tríduo Pascal, centro e ápice do Ano Litúrgico, e que, durante a Missa Crismal de amanhã, os padres renovarão suas promessas sacerdotais junto com os bispos.

"Peçamos para que, crescendo a cada dia mais em fidelidade e amor a Cristo, (os padres) sejam, em meio a seus irmãos, mensageiros de esperança, reconciliação e paz", afirmou o bispo de Roma.

A Missa Crismal abre o Tríduo Pascal a cada quinta-feira santa, dia em que os católicos lembram do sacramento da ordem sacerdotal, imposto por Jesus Cristo durante a Última Ceia, segundo a tradição cristã.

Durante a missa, são benzidos os óleos utilizados para ungir aqueles que são batizados, os que fazem a crisma e os que recebem a ordenação sacerdotal.

Nesta quarta-feira, Bento XVI também se referiu à Paixão de Cristo ao dizer que Jesus transformou sua morte em um ato de amor.

"Assim, a morte que por sua natureza é o fim, a destruição de qualquer relação, foi transformada por Cristo em um ato de comunicação, instrumento de salvação e proclamação da vitória do amor", acrescentou. EFE JL/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.