Papa pede medidas sociais, não apenas políticas, para os imigrantes

O Papa Bento XVI pediu hoje medidas sociais, não apenas de caráter político, para enfrentar o fenômeno da imigração, um dia depois de a Itália adotar um pacote de inciativas consideradas radicais.

AFP |

A questão foi analisada pelo papa junto com os bispos da Albânia, país que viveu uma forte onda de imigratória para a Itália na década de 90.

A imigração provoca "numerosos problemas práticos que obrigam as instituições civis a intervir de forma eficaz, com medidas que não devem responder somente a preocupações de ordem política mas a situações sociais concretas", afirmou Bento XVI.

No total, 375.947 albaneses residem legalmente na Itália; estão entre as maiores comunidades de estrangeiros presentes na península, segundo dados do Instituto de Estatística Istat.

No dia 15 de maio o Papa conclamou a igreja a comprometer-se "com os imigrantes e sua família" para fomentar a integração familiar, "núcleo de amor".

bur-ema/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG