O Papa Bento XVI conclamou os rebeldes islamitas das Filipinas a libertarem os três membros do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) sequestrados nesse país no dia 15 de janeiro passado, na Ilha Jolo, quando visitavam uma prisão - anunciou nesta segunda-feira a assessoria de imprensa da Santa Sé.

"O Santo Padre, em nome de Deus, pede sua libertação e solicita às autoridades que favoreçam uma solução pacífica para a dramática situação", diz a nota.

Bento XVI "eleva sua voz e faz um apelo para que a razão e o espírito humanitário prevaleçam sobre a violência e a intimidação", conclui o texto divulgado pelo Vaticano.

kv/lmm/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.