Papa pede diálogo e reconciliação para superar crise em Honduras

Cidade do Vaticano, 12 jul (EFE).- O papa Bento XVI fez hoje uma chamada à via do diálogo, à compreensão recíproca e à reconciliação para superar a crise política em Honduras, e defendeu a convivência pacífica e uma autêntica vida democrática.

EFE |

"Nestes dias, estou acompanhando com viva preocupação os eventos de Honduras e quero pedir que rezem por esse querido país para que, pela intercessão de Nossa Senhora de Suyapa, os responsáveis da nação e todos os habitantes percorram pacientemente o caminho do diálogo, da compreensão recíproca e da reconciliação", disse o papa, durante o Ângelus.

Diante de milhares de fiéis reunidos na praça de São Pedro do Vaticano, o pontífice acrescentou que isso é possível "superando as tendências particulares, cada um se esforça em buscar a verdade e perseguir com tenacidade o bem comum".

"Esta é a condição para assegurar uma convivência pacífica e uma autêntica vida democrática", acrescentou.

Bento XVI acrescentou que está rezando pelo "amado" povo hondurenho, ao qual ofereceu uma especial bênção apostólica. EFE JL/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG