Papa pede corredores humanitários entre Ossétia do Sul e Geórgia

O papa Bento XVI pediu neste domingo a abertura sem demora de corredores humanitários entre a Ossétia do Sul e a Geórgia, após a oração do Angelus em Castel Gandolfo, residência de verão papal nos arredores de Roma.

AFP |

"Peço a abertura, sem demora, de corredores humanitários entre a região da Ossétia do Sul e o restante da Geórgia, de forma que os mortos possam receber um túmulo digno, os feridos, os cuidados adequados e aqueles que desejam se reunir com seus familiares possam fazê-lo", declarou o Papa.

O Sumo Pontífice disse que acompanhava "com atenção e preocupação a situação na Geórgia", e fez um apelo à "generosidade" da comunidade internacional para aliviar "os graves desgostos" sofridos pelos refugiados, "sobretudo pelas mulheres e pelas crianças, que não têm o indispensável para sobreviver".

"A segurança e esses direitos fundamentais que jamais podem ser violados, devem ser garantidos também para as minorias étnicas envolvidas no conflito", acrescentou Bento XVI.

"Desejo por fim que a atual trégua, obtida graças à contribuição da União Européia, possa ser reforçada e se transforme em uma paz estável, e convido a comunidade internacional a seguir oferecendo seu apoio para que se chegue a uma solução duradoura por meio do diálogo e da boa vontade comum", concluiu.

ljm/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG