Papa pede compromisso de todos perante os problemas causados pelo terremoto

LAquila (Itália), 10 abr (EFE).- O papa Bento XVI expressou hoje sua dor pela morte de 289 pessoas no terremoto que afetou duramente a região italiana de Abruzos e defendeu que todas as pessoas e instituições se comprometam em enfrentar os problemas mais urgentes.

EFE |

Assim manifestou em mensagem lida em seu nome por seu secretário particular, Georg Gänswein, no começo dos funerais de Estado que se realizam em L'Aquila, a capital da região e a cidade mais afetada pelo tremor, sob a Presidência do Chefe do Estado italiano, Giorgio Napolitano.

Bento XVI explicou que tinha mandado seu Secretário de Estado, o cardeal Tarcisio Bertone, para que oficiasse os funerais e se unisse às famílias dos falecidos, feridos e desabrigados.

O papa acrescentou que em momentos como estes está convencido de que com o compromisso de todos se pode enfrentar as necessidades mais urgentes.

Ressaltou que a violência do terremoto causou situações de grande dificuldade, mas que notou como desde o primeiro momento se levantou uma crescente onda de solidariedade entre as pessoas, graças à qual se organizaram os primeiros socorros, com mais atenção em uma ação sempre mais incisiva do Estado, instituições eclesiais e privadas.

Bento XVI, que deve visitar em breve as zonas afetadas pelo terremoto, assegurou que a Santa Sé pretende ajudar na reconstrução e as famílias afetadas.

Após a leitura da mensagem papal, o cardeal Bertone iniciou a missa, concelebrada pelo arcebispo de L'Aquila, Giuseppe Molinari, e todos os bispos da região de Abruzos e da vizinha Molise. EFE jl/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG