Castelgandolfo - O papa Bento 16 pediu neste domingo a abertura urgente de corredores humanitários entre a Geórgia e a região separatista da Ossétia do Sul para ajudar as vítimas de um conflito de 10 dias na região. O papa disse estar acompanhando com preocupação a situação na Geórgia, particularmente a daqueles que ficaram sem suas casas por conta da guerra e que não têm o mínimo necessário para sobreviver.

Segundo a agência de refugiados da Organização das Nações Unidas, quase 100 mil pessoas tiveram de deixar suas casas por conta do conflito.

'Peço pela abertura sem mais atrasos de corredores humanitários entre a Ossétia do Sul e o resto da Geórgia, para que os mortos que ainda estão abandonados possam ter um funeral apropriado, os feridos sejam tratados e as pessoas possam voltar a se reunir com seus entes queridos', disse o papa antes da benção do Angelus.

Ele expressou esperança de que um cessar-fogo mediado pela França entre as forças russas e georgianas transforme-se em paz estável e pediu que os direitos das minorias étnicas da região sejam garantidos.

Leia mais sobre: Geórgia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.