Bento 16 viajou a Sulmona, na região dos Abruzos, para comemorar o 800º aniversário do nascimento de Celestino V

Papa Bento 16 saúda fiéis durante missa em Sulmona, na Itália
© AP
Papa Bento 16 saúda fiéis durante missa em Sulmona, na Itália
O papa Bento 16 pediu neste domingo, na cidade italiana de Sulmona (centro), que os fieis amem os padres apesar de suas fraquezas, em uma referência implícita aos escândalos de pedofilia que abalam a Igreja católica. "Amem seus bispos, amem seus padres: apesar de suas fraquezas, são uma presença apreciada na vida", afirmou Bento 16, que acrescentou a palavra "fraquezas" no discurso escrito com antecedência.

Durante um encontro com 200 jovens, o papa também denunciou a sociedade de consumo. "A atual cultura de consumo tende a apegar o homem ao presente, a fazê-lo perder o sentido do passado, da história", afirmou. "Isso priva os homens da capacidade de se compreenderem, de perceber os problemas e de construir o futuro".

Também denunciou os "falsos valores e modelos ilusórios que são propostos aos jovens e que prometem encher suas vidas quando, na realidade, a esvaziam".

Bento 16 viajou a Sulmona, na região dos Abruzos, para comemorar o 800º aniversário do nascimento de um de seus predecessores, Celestino V (1209-1296), um dos poucos Papas que se demitiu depois de cinco meses de pontificado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.