Papa pede à comunidade internacional que leve diálogo ao Oriente Médio

Cidade do Vaticano, 28 dez (EFE).- O papa Bento XVI pediu hoje à comunidade internacional que ajude a solucionar o conflito entre israelenses e palestinos, privilegiando sempre o diálogo.

EFE |

"Peço à comunidade internacional que não deixe de tentar nenhuma via para ajudar israelenses e palestinos a sair deste beco escuro e a não resignar-se à lógica perversa do confronto e da violência", disse o Pontífice durante a tradicional missa do Ângelus.

Falando ao público da varanda de seu quarto na Basílica de São Pedro, no Vaticano, Bento XVI implorou "o fim da violência, que deve ser condenada em todo tipo de manifestação, e o reatamento da trégua na Faixa de Gaza".

"Peço uma amostra de humanidade e sabedoria para todos aqueles que têm responsabilidade nesta situação", comentou.

O pedido do papa ocorre um dia depois de Israel iniciar um bombardeio em massa em Gaza que deixou 282 mortos e 900 feridos até o momento.

"Estou profundamente triste pelos mortos, feridos, danos materiais, sofrimentos e lágrimas dos povoados que foram vítimas desta trágica série de ataques e represálias", afirmou.

"A pátria terrenal de Jesus não pode seguir sendo testemunho de tanto derramamento de sangue, que se repete sem fim", acrescentou Bento XVI, que pediu à Sagrada Família que ajude a levar a paz à Terra Santa.

Segundo o papa, a Terra Santa - que "se viu golpeada de novo por uma explosão de inaudita violência", segundo suas palavras - está nos pensamentos e corações dos fiéis católicos de todas as partes do mundo. EFE mcs/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG