Papa lança apelo urgente pelo fim dos atos terroristas

O Papa Bento XVI lançou nesta quinta-feira um apelo urgente pelo fim de todos os atos terroristas, em reação aos ataques brutais cometidos em Mumbai que deixaram cerca de cem mortos, num telegrama enviado ao arcebispo da cidade indiana, o cardeal Oswald Gracias.

AFP |

"Sua Santidade lança um apelo urgente pelo fim de todos os atos de terrorismo, que ofendem gravemente a família humana e desestabilizam gravemente a paz e a solidariedade necessárias para a construção de uma civilização digna da vocação do homem de amar Deus e seu próximo", declarou o Papa, em telegrama assinado do secretário de Estado do Vaticano, Tarcisio Bertone.

O Papa se disse "profundamente preocupado com a explosão de violência em Mumbai transmite condolências aos que perderam familiares nestes ataques brutais".

Bento XVI indicou também que está "rezando pelo descanso das almas das vítimas".

Na mesma manhã, o porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi, considerou de "trágicos e aterrorizantes" os ataques realizados quarta-feira à noite em Mumbai.

Estes acontecimentos tocaram toda a comunidade internacional, afirmou o padre Lombardi em uma declaração à agência italiana Ansa.

Nesta quinta-feira, em um comunicado igualmente publicado no Vaticano, a conferência dos bispos indiana "condenou sem equívoco" os ataques terroristas e denunciou "uma das tragédias humanas mais aterrorizantes dos últimos tempos".

Cerca de cem pessoas morreram e quase trezentas foram feridas nestes ataques em série realizados por homens armados com fuzis automáticos e granadas em Mumbai, contra dois grandes hotéis de luxo.

Estes atentados foram assumidos por um grupo islamita que se apresentou como Mudjahedines do Deccan.

kd/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG