O Papa Bento XVI pediu que os países industrializados reconheçam sua responsabilidade histórica na mudança climática, em uma mensagem divulgada nesta terça-feira pelo Vaticano.

"É importante reconhecer, entre as causas da atual crise ecológica, a responsabilidade histórica dos países industrializados", afirmou o chefe da Igreja católica em uma mesnagem que será lida por ocasião do Dia Mundial de Paz, no próximo 1º de janeiro e que o Vaticano antecipou para a imprensa.

"Os países menos desenvolvidos e, em particular, os emergentes, não estão isentos da responsabilidade ante a Criação, porque todos têm o dever de adotar progressivamente medidas e políticas de meio ambiente eficazes".

"Como permanecer indiferentes ante problemas que derivam de fenômenos como as mudanças climáticas, a desertificação, a degradação e a perda da biodiversidade, o aumento do desmatamento das zonas equatoriais e tropicais?", questiona o Sumo Pontífice.

O Papa prega "uma revisão profunda e visionária do modelo de desenvolvimento e uma solidaridade intergeracional" para enfrentar esses problemas.

mle-ljm/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.