Papa expressa satisfação com libertação de reféns das Farc

Cidade do Vaticano, 2 jul (EFE).- O papa Bento XVI expressou hoje alegria ao conhecer a libertação de 14 seqüestrados pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), entre eles Ingrid Betancourt.

EFE |

"O pontífice se alegra com esta bela notícia, que produz muita satisfação e motivos de esperança, tanto para as pessoas que sofreram quanto para o país, Colômbia", afirmou o porta-voz vaticano, o jesuíta Federico Lombardi.

Lombardi acrescentou que as libertações representam um "sinal de esperança no caminho para a pacificação dessa nação que tanto sofreu pela violência".

O porta-voz lembrou que Bento XVI, em seus três anos de Pontificado, fez vários apelos para que fossem libertados todos os seqüestrados pelas Farc.

A última foi na terça-feira, quando, em mensagem enviada aos bispos colombianos, expressou repulsa contra a violência e pelos seqüestros na Colômbia e disse que rezava "ardentemente" para que acabassem "o mais rápido possível" essas situações "que causaram tanta dor" e para que o país andino goze de uma paz estável e justa.

"Rezo ardentemente a Deus para que acabem o mais rápido possível essas situações que causaram tanta dor e para que na Colômbia reine uma paz estável e justa em um clima de esperança e bem-estar", disse o papa.

Em fevereiro, Bento XVI cumprimentou no Vaticano Yolanda Pulecio, mãe da ex-candidata presidencial colombiana, seqüestrada desde 2002.

EFE jl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG