Papa expressa pesar por assassinato de sacerdote sírio ortodoxo em Bagdá

Cidade do Vaticano, 6 abr (EFE).- O papa Bento XVI expressou seu pesar pelo assassinato do sacerdote Youssef Adel Abudi, da igreja sírio-ortodoxa, ocorrido em Bagdá, e implorou a Deus para que o povo iraquiano encontre o caminho da paz para construir uma sociedade justa e tolerante.

EFE |

O pontífice se expressou em um telegrama enviado em seu nome pelo cardeal secretário de Estado, Tarcisio Bertone, ao arcebispo sírio ortodoxo de Bagdá, Saverius Jamil Hawa, publicado hoje pelo Vaticano.

Em sua carta, o papa manifestou sua solidariedade e proximidade à família do assassinado e aos membros dessa igreja cristã.

"Sua Santidade reza para que o povo (iraquiano) encontre o caminho da paz para construir uma sociedade justa e tolerante na querida terra do Iraque", precisou Bertone no telegrama.

O sacerdote Youssef Adel Abudi foi baleado no sábado por homens encapuzados que fugiram após o ataque.

Ele era pároco de uma Igreja no centro de Bagdá. Adel Abudi estava na porta de sua casa quando os desconhecidos o atacaram.

Este é o segundo caso de assassinato de um religioso cristão em pouco menos de um mês no Iraque.

No dia 13 de março foi encontrado morto o arcebispo de Mossul, Faraj Rahou, que tinha sido seqüestrado em 29 de fevereiro. EFE JL/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG