Papa explica a jovens o Espírito Santo e adverte contra relativismo

Sydney (Austrália), 19 jul (EFE).- O papa Bento XVI explicou hoje a milhares de jovens reunidos em uma vigília, realizada por ocasião da Jornada Mundial da Juventude que ocorre em Sydney, o significado da pessoa do Espírito Santo, e advertiu contra o relativismo.

EFE |

A vigília ocorreu em um hipódromo da cidade australiana e esteve precedida por um show de rock e outras músicas modernas cantadas e dançadas pelos jovens peregrinos em uma noite do inverno de Sydney.

O palco tinha em sua frente a imagem de uma pomba que simbolizava o Espírito Santo, tema central ao qual foi dedicado a Jornada Mundial da Juventude.

Já de noite, a vigília começou quando se iluminou o palco com "uma luz levada por dançarinos que imitavam a abertura ao Espírito Santo", explicou a organização da Jornada Mundial da Juventude.

Depois, foi levado ao pódio uma grande cruz de madeira, a mesma que chegou a Sydney na segunda-feira para o início, um dia depois, do acontecimento religioso católico.

Mais tarde, Bento XVI entrou no palco, acompanhado por 12 jovens peregrinos, enquanto pelos alto-falantes se escutava o hino Nossa Senhora do Cruzeiro do Sul.

Uma mulher aborígine acendeu então as velas de 12 peregrinos que, por sua vez, iluminaram as dos bispos e a assembléia de fiéis ali reunida, enquanto sete jovens invocaram a intercessão do Espírito Santo.

Em seguida, o pontífice advertiu os milhares de jovens contra o relativismo e explicou o Espírito Santo, do qual disse "é a pessoa esquecida da Santíssima Trindade".

"Certamente, a sociedade hoje está sendo fragmentada por certa forma de pensamento que tem uma inerente visão curta, devido a que não leva em conta um horizonte cheio de verdade, a verdade sobre Deus e sobre nós", afirmou.

"Devido à sua natureza, o relativismo falha quando deseja ver todo o panorama, pois ignora os verdadeiros princípios, os que nos permitem viver e florescer em unidade, ordem e harmonia", acrescentou.

Depois, destacou as dificuldades da tarefa de explicar o Espírito Santo, quando disse que "parece que entendê-lo claramente está além do alcance" das pessoas.

O papa destacou que, basicamente, o papel do Espírito Santo é o de "cumprir o trabalho de Cristo".

Bento XVI remeteu depois a Santo Agostinho para aprofundar na questão perante os jovens, muitos deles crianças e adolescentes, e destacou que o pensamento desse teólogo "evoluiu gradualmente".

"Quando era jovem, ele seguiu o maniqueísmo", ressaltou, antes de acrescentar: "Isto lhe guiou a três particulares pensamentos sobre o Espírito Santo como o enlace da unidade entre a Santíssima Trindade: unidade como comunhão, unidade amor que habita e unidade de dons e oferecimento".

A vigília continuará durante toda a noite e os peregrinos pernoitarão no hipódromo, onde, amanhã, Bento XVI oficiará uma missa, na qual anunciará o local da próxima Jornada Mundial da Juventude. EFE alg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG