Papa espera que carta cure feridas de abusos sexuais

Por Philip Pullella CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Bento 16 disse na quarta-feira, em meio aos escândalos de abusos sexuais cometidos pelo clero europeu, que sua iminente carta sobre o assunto irá ajudar no arrependimento, na cura e na renovação.

Reuters |

Falando em inglês a peregrinos e turistas na praça de São Pedro, o papa anunciou que na sexta-feira assinará a aguardada carta pastoral que trata do escândalo de pedofilia na Irlanda.

"Como vocês sabem, nos últimos meses a Igreja na Irlanda tem sido severamente abalada como resultado da crise do abuso infantil. Como sinal da minha profunda preocupação, escrevi uma carta pastoral lidando com esta situação dolorosa", afirmou ele no dia de são Patrício, padroeiro da Irlanda.

"Peço a todos que leiam por si próprios, com o coração aberto e num espírito de fé. Minha esperança é de que isso irá ajudar no processo de arrependimento, cura e renovação", afirmou.

Fontes do Vaticano disseram que a carta deve ser divulgada na sexta-feira ou no sábado. Embora seja dirigida ao povo irlandês, ela deve abordar a questão da pedofilia em vários países europeus. Será o primeiro documento pontifício voltado exclusivamente para esse assunto.

Em novembro, um relatório do governo irlandês disse que a Igreja local acobertou "obsessivamente" os casos de abuso contra crianças na diocese de Dublin entre 1975 e 2004. Há denúncias recentes também na Alemanha, Áustria e Holanda.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG