Papa diz que sacerdote não pode ter conduta lasciva

Roma, 12 jul (EFE).- O papa Bento XVI reiterou hoje, durante sua viagem a Sydney para presidir a 23ª Jornada Mundial da Juventude, que a postura de um sacerdote autêntico é incompatível com abusos sexuais, assunto que nestes dias é discutido na Austrália.

EFE |

Citado pela "Rádio Vaticano", Bento XVI disse que é essencial para a Igreja Católica reconciliar, prevenir, ajudar e ver a real culpa neste problema.

Além disso, reiterou a importância da formação do clero, de modo a evitar que estes fatos se repitam.

A Igreja Católica na Austrália reabriu esta semana o polêmico caso de um sacerdote acusado de abusos sexuais que teriam sido cometidos há 25 anos.

O pontífice também falou do risco da mudança climática e disse que se pronunciaria sobre o assunto durante seu encontro com os jovens na Austrália e da responsabilidade dos homens com o clima do planeta.

O papa iniciou hoje, saindo de Roma, a nona viagem internacional e a mais longa de seu Pontificado.

Bento XVI falou da realização da Jornada Mundial da Juventude e reiterou que o assunto essencial do encontro é o Espírito Santo que faz os jovens testemunhas do Senhor e, portanto, é uma exortação a viver a fé de forma madura. EFE cr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG