grande valor para a humanidade - Mundo - iG" /

Papa diz que Jogos de Pequim têm grande valor para a humanidade

O Papa Bento XVI considerou nesta quarta-feira os Jogos Olímpicos de Pequim um evento de grande valor para toda a humanidade, ao receber no Vaticano os membros da Orquestra Filarmônica da China.

AFP |

Ao término do concerto em sua homenagem, o Papa enviou suas saudações "a todos os habitantes da China, que se preparam a viver com os próximos Jogos Olímpicos".

Este concerto acontece num momento em que o Vaticano não mede esforços para se reaproximar de Pequim, com o objetivo de estabelecer relações diplomáticas e conseguir uma maior liberdade de ação para a Igreja católica na China.

Trata-se do primeiro comentário do Papa sobre as Olimpíadas de Pequim.

Bento XVI também elogiou nesta quarta-feira a "grande tradição cultural" da China, que reflete "a história de um povo com seus valores e suas nobres aspirações".

"Em um grupo de artistas de tanta qualidade podemos ver representada a grande tradição cultural e musical da China", permitindo "entender melhor a história de um povo com seus valores e suas nobres aspirações", declarou o Papa.

"Ao receber vocês esta noite, caros artistas chineses, o Papa deseja receber virtualmente seu povo inteiro, com um pensamento especial para seus compatriotas que compartilham a fé em Jesus", acrescentou, referindo-se aos chineses cristãos.

Segundo o Vaticano, há 8 a 12 milhões de católicos na China.

A Orquestra Filarmônica da China, dirigida pelo maestro Long Yu, tocou para o Papa o Réquiem de Mozart e obras chinesas.

"Como não destacar que o concerto associou o talento musical dos artistas chineses à música ocidental?", perguntou Bento XVI, que gosta muito de música e toca piano.

"A música e a arte de um modo geral podem, portanto, se tornar um instrumento privilegiado de encontro e de conhecimento recíproco entre populações e culturas diferentes", prosseguiu o Papa alemão.

"Constato com prazer o interesse de sua orquestra pela música religiosa européia. Isso mostra que é possível apreciar, em mundos culturais diferentes, as grandes manifestações do espírito, como o Réquiem de Mozart", declarou Bento XVI.

ljm/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG