Papa diz que Evangelho voltou a ser contracultura na Europa

Valletta, 18 abr (EFE).- O papa Bento XVI denunciou hoje em Malta que a cultura atual promove ideias que contrastam com as de Jesus Cristo e afirmou que, no contexto da sociedade europeia, os valores evangélicos estão se tornando de novo uma contracultura.

EFE |

Assim disse Bento XVI perante milhares de jovens malteses na capital, Valletta, o último ato de sua visita de dois dias a Malta.

Após cânticos e a narração de experiências próprias por parte dos jovens, o papa, que acaba de completar 83 anos, pediu que "não tenham medo" na hora de mostrar o Evangelho.

"Aos que desejam seguir Cristo como maridos, pais, sacerdotes, religiosos ou fiéis laicos que levam o Evangelho pelo mundo lhes digo: não tenham medo, já que encontraremos certa oposição à mensagem do Evangelho", afirmou o Bispo de Roma.

O pontífice acrescentou que "a cultura de hoje, como qualquer outra cultura, promove ideias e valores que contrastam em algumas ocasiões com os que Jesus Cristo vivia e predicava".

O papa disse que Deus ama cada um dos homens com uma profundidade e uma intensidade que não se pode imaginar.

"Deus não rejeita ninguém, só nos pede para mudar e ser mais perfeitos. A Igreja também não rejeita ninguém", assegurou.

Em um país onde 94,4% dos habitantes são católicos e nem o divórcio nem o aborto estão legalizados, o papa disse que os malteses têm que estar "orgulhosos" pela defesa que fazem da estabilidade da vida familiar para uma sociedade saudável.

Após o encontro, o papa foi para o aeroporto de Luqa, de onde voltará para Roma. EFE JL/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG