Papa diz que Deus criou mulher para ser companheira do homem, não escrava

Cidade do Vaticano, 30 dez (EFE).- O papa Bento XVI disse hoje que Deus quis uma mulher que fosse companheira do homem, não sua escrava nem sua dominadora, diante de cerca de seis mil pessoas que assistiram na Sala Paulo XVI à tradicional audiência pública das quartas-feiras.

EFE |

Durante a última audiência que o pontífice celebrou em 2009, Bento XVI lembrou, que Deus "criou a Eva de uma costela de Adão e não, por exemplo, de sua cabeça, para que fosse não uma dominadora nem uma escrava do homem, mas sua companheira".

O papa citou o teólogo medieval Pietro Lombardo, que, na narração bíblica do nascimento da mulher via "uma prefiguração do mistério de Cristo e da Igreja".

Como a costela foi retirada do lado de Adão enquanto dormia, "assim os sacramentos da salvação começaram a fluir do lado de Jesus dormindo na Cruz".

O papa recomendou aos fiéis que "aproveitem" o Catecismo e o compêndio que o resume, para "conhecer e aprofundar na verdade da fé, que aparecerá como uma sinfonia".

"Queria encorajar cada um dos fiéis e a comunidade cristã a aprofundar em nossa fé harmoniosa e na vida sacramental, porque os sacramentos constituem uma força que sai do corpo de Cristo", afirmou.

E pediu aos sacerdotes para fazer o mesmo, e, além disso, "levar uma vida com dignidade e decoro assinalada por um recolhimento pessoal que favoreça a vida comunitária". EFE cps/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG