Papa diz que apenas a fé em Deus pode vencer o niilismo existente

Cidade do Vaticano, 22 jun (EFE).- O papa Bento XVI disse hoje que apenas a fé em Deus pode vencer o medo existencial e a angústia que nasce de uma certa cultura impregnada de um niilismo teórico e prático.

EFE |

O pontífice afirmou isto para milhares de pessoas que participaram hoje da celebração do Ângelus na praça de São Pedro, oportunidade na qual falou sobre a diferença que existe entre o medo humano e o temor a Deus.

O Bispo de Roma afirmou que o medo é uma dimensão natural da vida, que desde crianças experimentamos estas formas de medo que depois se revelam imaginárias e desaparecem.

"Existe, especialmente agora, uma forma de medo mais profunda, de tipo existencial, que às vezes cai na angústia e que nasce de um sentido vazio da existência ligado a uma certa cultura impregnada do divulgado niilismo teórico e prático", declarou o papa.

O pontífice acrescentou que diante do amplo e diferente panorama de medos humanos, "a Palavra de Deus é clara: quem 'teme' a Deus não tem medo, já que o temor de Deus coincide com a fé nele".

Bento XVI assegurou que "não temer a Deus" equivale "a se colocar no lugar dele, a sentir-se dono do bem e do mal, da vida e da morte".

No entanto - acrescentou -, quem teme a Deus sente a segurança que a criança tem nos braços de sua mãe.

"Quem teme a Deus está tranqüilo, inclusive no meio da tempestade. O crente não se assusta diante nada, pois sabe que está nas mãos de Deus, sabe que o mal e a irracionalidade não têm a última palavra. O único senhor do mundo e da vida é Cristo", declarou o Pontífice. EFE jl/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG