brutal extermínio de judeus pelos nazistas - Mundo - iG" /

Papa denuncia brutal extermínio de judeus pelos nazistas

O Papa Bento XVI denunciou o extermínio brutal dos judeus pelos nazistas, pouco antes de deixar nesta sexta-feira Israel, onde seu discurso anterior sobre a Shoah havia sido considerado muito tímido.

AFP |

O Papa evocou sua visita segunda-feira ao memorial Yad Vashem da Shoah em Jérusalem, "um dos momentos mais solenes" de sua viagem, que o lembrou da visita ao campo de extermínio de Auschwitz, há três anos.

"Foi lá que tantos judeus... foram exterminados brutalmente por um regime sem Deus que propagou uma ideologia de antissemitismo e de ódio. Este capítulo horrível da história não deve nunca ser esquecido ou negado", disse, na cerimônia de despedida no aeroporto Ben Gourion, perto de Tel-Aviv.

Após sua visita a Yad Vashem, o Papa foi criticado em Israel por não ter se desculpado enquanto alemão e católico pelo extermínio dos judeus, por não ter evocado os "seis milhões" de judeus vítimas do nazismo, por não ter usado a palavra "nazismo" e por ter mostrado pouca compaixão e emoção.

pa/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG