Papa celebra missa para multidão de fiéis em Lisboa

Durante entrevista a caminho de Portugal, Bento 16 afirma que crise no Vaticano nasce do "pecado dentro da Igreja"

iG São Paulo |

Milhares de fiéis assistiram à missa celebrada nesta terça-feira pelo papa Bento 16 na capital portuguesa, Lisboa. Pelo menos 80 mil pessoas participaram da cerimônia, realizada na praça Terreiro do Paço.

Durante a missa, Bento 16 pediu que o país faça parte da "edificação da comunidade europeia", contribuindo com "sua identidade cultural e religiosa". O Pontífice enfatizou a importância dessa nação europeia para a difusão da fé. "Nas cinco partes do mundo existem igrejas que tiveram origem na ação missionária portuguesa", afirmou.

AFP
Cerca de 80 mil fiéis participam de missa do papa em Lisboa

Bento 16 também destacou que a Igreja portuguesa "concluiu corretamente que hoje a prioridade pastoral é fazer das mulheres e homens cristãos uma presença radiante da perspectiva evangélica em meio ao mundo, na família, na cultura, na economia e na política". Antes do início da cerimônia, Bento 16 foi homenageado pela capital Lisboa com as chaves da cidade, entregues pelo prefeito António Costa.

"Pecado"

Durante a viagem até Portugal, o papa Bento disse que a crise de abusos sexuais contra crianças cometidos por padres devem fazer a Igreja reconhecer a "terrível" verdade de que essa grande ameaça não vem de inimigos externos, mas do "pecado dentro da Igreja".

"Hoje nós vemos de uma forma verdadeiramente terrível que a grande opressão da Igreja não vem de inimigos externos, mas nasce do pecado dentro da Igreja", disse ele a jornalistas ao responder uma pergunta sobre os escândalos de abusos sexuais cometidos por padres. "A Igreja tem uma profunda necessidade de aprender a penitência, de aceitar a purificação, de aprender o perdão e a necessidade de justiça", completou.

A missa desta terça-feira foi a primeira celebrada pelo Pontífice no país e também o seu último evento deste primeiro dia de atividades. Iniciada na manhã desta terça-feira, a viagem apostólica prossegue até a próxima sexta-feira.

Entre os diversos compromissos de Joseph Ratzinger em Portugal destaca-se a passagem por Fátima, na quarta-feira. Ele permanecerá dois dias na cidade, em ocasião das celebrações pelo 10º aniversário de beatificação de dois dos três pastorinhos de Fátima, Jacinta e Francisco.

AP
Bento 16 chegou na manhã desta terça-feira a Portugal

O governo decretou ponto facultativo para os funcionários públicos de Lisboa nesta terça-feira, uma medida que foi criticada por economistas que a consideram uma mensagem errada e contraproducente na atual situação de crise, com o país sob um ataque especulativo.

No entanto, o giro papal é considerado um impulso para o país sair da crise. Estima-se que sejam vendidas um milhão de camisetas oficiais da visita, além de medalhas, souvenirs e outros objetos. A previsão é que no total serão injetados 10 milhões de euros na economia.

Tête-à-tête

Nem todos concordam com os eventos de larga escala que devem marcar a visita de Bento 16 por Portugal. Para o padre Vítor Melícias, grandes aglomerações, por exemplo, podem ser contraproducentes. "Elas não favorecem o conteúdo da comunicação, não permitem a especificidade da mensagem", afirma.

Em vez delas, o padre indica como positivos os encontros que Bento 16 vai ter com grupos específicos durante os próximos dias. Haverá um encontro com pessoas da área da cultura - com a presença do diretor de cinema Manoel de Oliveira -, outro com organizações da Pastoral Social e outro com os bispos de Portugal.

"Ele vai falar para grupos humanos com interesses específicos. Isso dá a possibilidade de um discurso direto para cada um desses públicos, em função dos interesses específicos deles, o que não aconteceria se fosse apenas um discurso generalista", argumenta Melícias.

O papa também se encontrará com líderes de outras comunidades religiosas em Portugal - judeus, muçulmanos, protestantes e ortodoxos.

Com Reuters e AFP

    Leia tudo sobre: papaigreja católica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG