A tradicional missa do Galo, celebrada pelo Papa na noite de Natal, começou na presença de uma multidão reunida na Basílica de São Pedro, o maior templo da cristandade, no Vaticano.

A missa, a mais importante do calendário litúrgico católico, ao lado da celebração de Páscoa, teve início com uma procissão do Papa Bento XVI e dos 32 cardeais que participam da liturgia.

O Natal comemora na tradição cristã o nascimento de Jesus, o Deus feito homem que veio à Terra para salvar o mundo.

A missa é assistida por vários membros do corpo diplomático acreditado na Santa Sé e, pela primeira vez, pelo presidente do Senado italiano, Renato Schifani, que retornou recentemente do Líbano, onde se encontrou com os soldados italianos que participam da Finul.

A celebração é transmitida por canais de TV de todo o mundo, que, pela primeira vez, não pagaram pelos direitos de imagem.

A missa será rezada em latim, italiano, língua com a qual o Papa fará a homilia, espanhol e inglês, durante as leituras da Bíblia, e francês, hindi, ewondo (língua camaronesa), alemão e português, nas orações.

Casais de Peru, Filipinas e Índia foram escolhidos para apresentar as tradicionais oferendas ao Papa.

Após a missa do Galo, o Papa irá rezar diante de um presépio instalado em uma capela lateral da basílica de São Pedro.

nou/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.