Papa cai no banheiro e fratura o pulso durante as férias

Por Alessandro Garofalo AOSTA, Itália (Reuters) - O papa Bento 16, com 82 anos, foi submetido a uma pequena cirurgia nesta sexta-feira depois de ter caído no banheiro e fraturado o pulso, quando passava férias na região da Aosta, no noroeste da Itália.

Reuters |

O Vaticano informou que a operação, a primeira vez que o papa é tratado num hospital desde sua eleição, em 2005, durou 20 minutos, com anestesia local, e o pontífice terá de usar gesso por cerca de um mês. .

Não ficou claro de imediato se o acidente trará consequências no longo prazo que possam afetar a habilidade do papa em tocar piano. Ele é um pianista de talento e normalmente relaxa tocando à noite.

Patrizio Polisca, o médico pessoal de Bento 16, enfatizou que a lesão foi causada por uma queda acidental e o papa não se sentia mal quando caiu.

Ele disse que o pontífice foi submetido a uma osteosíntese, um procedimento cirúrgico para estabilizar e unir mecanicamente as partes de ossos fraturados por meio de peças metálicas como pinos, placas, fios e parafusos.

Polisca declarou aos repórteres, no hospital de Aosta, esperar que a recuperação leve cerca de um mês, mas as férias do papa nas montanhas do norte do país, perto da fronteira com a França, vão continuar como planejadas.

"A condição geral do Santo Padre é boa", afirmou o médico, acrescentando que o papa retornará a sua residência nas montanhas no fim do dia.

O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, havia dito antes que o papa tinha escorregado no banheiro enquanto Polisca fez referência apenas a uma queda "em sua residência".

O papa foi por conta própria ao hospital e o Vaticano informou que antes disso, ele ainda celebrou uma missa e tomou o café da manhã no chalé nas montanhas.

(Reportagem adicional de Philip Pullella, Silvia Aloisi e Stephen Brown)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG