Papa Bento XVI pede cooperação e paz entre Oriente e Ocidente

Cidade do Vaticano, 15 jun (EFE).- O papa Bento XVI pediu hoje cooperação e paz entre o Oriente e o Ocidente, durante a tradicional reza dominical do Ângelus, celebrada na cidade de Brindisi, no sul da Itália, onde o pontífice está em uma visita pastoral.

EFE |

Bento XVI celebrou hoje uma missa no porto de Brindisi, na região da Apúlia, que descreveu como um "lugar cheio de simbolismo", pois fala de "amparada, reparo, segurança, de chegada após uma navegação, às vezes longa e difícil, mas também de viagens, projetos e aspirações de futuro".

Deste local "tão sugestivo", disse, Bento XVI quis renovar "a mensagem cristã de cooperação e de paz entre todos os povos, especialmente entre os que rodeiam o Mar Mediterrâneo, antigo berço da civilização, e os do Oriente Médio e Próximo".

Em sua mensagem, o papa quis lembrar uma das passagens de seu discurso em 18 de abril na sede das Nações Unidas, em Nova York, no qual pediu o uso do "diálogo" e esgotar "qualquer via diplomática possível" para resolver os conflitos internacionais.

"A ação da comunidade internacional e de suas instituições (...) não tem por que ser interpretada como uma imposição injustificada e uma limitação de soberania. Ao contrário, é a indiferença ou a falta de intervenção que causa um dano real", disse o papa.

Como já havia dito perante a Assembléia Geral da ONU, afirmou que "o que se precisa é uma busca mais profunda dos meios para prevenir e controlar os conflitos, explorando qualquer via diplomática possível e prestando atenção e estímulo também aos mais tênues sinais de diálogo ou desejo de reconciliação".

O papa terminou sua mensagem invocando a Virgem Maria para que proteja o mundo "das tempestades que ameaçam a fé e os verdadeiros valores". EFE ccg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG