Papa Bento 16 transforma brasileiro em cardeal

Dom João Braz de Aviz, ex-arcebispo de Brasília, será consagrado cardeal em fevereiro e terá direito de votar na sucessão do papa

AE |

selo

Agência Senado
Dom João Braz de Aviz, ex-arcebispo de Brasília e atual prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica, em Roma
O Brasil ganhou mais um cardeal. Ele será o catarinense dom João Braz de Aviz, de 64 anos, ex-arcebispo de Brasília e atual prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica (uma espécie de "ministério" do papa), em Roma.

Eleitores do papa: Bispo de Aparecida é nomeado cardeal por papa Bento 16

O nome dele está entre os 22 novos cardeais que serão criados no consistório de 18 de fevereiro, anunciado hoje pelo papa Bento 16. A escolha de dom Aviz era esperada pelo fato de ele presidir uma das congregações da Cúria Romana, no Vaticano.

Com sua nomeação, sobe para seis o número de cardeais brasileiros que, tendo menos de 80 anos, poderiam votar num eventual conclave para a escolha de um novo papa. Além de d. João Aviz, são eleitores d. Cláudio Hummes, d. Geraldo Majella, d. Eusébio Scheid, d. Odilo Scherer e d. Raymundo Damasceno Assis. Quatro dos dez brasileiros já ultrapassaram essa idade: d. Eugenio Sales, d. Paulo Evaristo Arns, d. Serafim Fernandes Araújo e d. José Freire Falcão.

Entre os 22 nomes dos novos cardeais sobressai o do chinês John Tong Hon, bispo de Hong Kong. Oito são italianos, dois americanos, dois alemães e os demais são da Bélgica, Canadá, Espanha, Holanda, Índia, Portugal, República Checa e Romênia.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG