Papa Bento 16 pede paz na Somália, Darfur e Burundi

VATICANO (Reuters) - O papa Bento 16 pediu ao mundo neste domingo para não esquecer os trágicos conflitos na Somália, Darfur e Burundi, exigindo das autoridades honrar suas promessas para pôr um fim na violência. As notícias provenientes de várias nações africanas seguem dando razões para um grande sofrimento e uma aguda preocupação, disse o papa para a multidão presente na praça São Pedro após seu discurso semanal de domingo.

Reuters |

Ele acrescentou que a violência na Somália deixava a situação 'mais e mais dramática' para a população que tem sido 'oprimida por diversos anos pelo peso da miséria e da brutalidade'.

Darfur, apesar de alguns breves momentos de esperança, 'segue sendo uma tragédia sem fim para centenas de milhares de pessoas indefesas e abandonadas', disse Bento 16.

Sobre Burundi, o papa advertiu que o país enfrenta o risco de 'uma nova guerra civil'. Bento 16 indicou que a embaixada do Vaticano na capital Bujumbura havia sofrido um ataque a bomba.

Referindo-se às três nações, o pontífice chamou as autoridades locais e a comunidade internacional a 'honrar os compromissos feitos a fim de estabelecer bases sólidas para a paz e o desenvolvimento.'

(Por Gavin Jones)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG