Papa Bento 16 concede dispensa a presidente eleito do Paraguai

ASSUNÇÃO (Reuters) - O Vaticano anunciou na quarta-feira uma decisão histórica. O papa Bento 16 concedeu uma dispensa ao ex-bispo e presidente eleito do Paraguai, Fernando Lugo, eliminando sua autoridade religiosa. Lugo foi bispo em San Pedro, uma paupérrima região ao norte do Paraguai, durante mais de uma década, mas renunciou no fim de 2006 para dedicar-se à política. A decisão foi criticada pela Igreja.

Reuters |

Em abril, Lugo foi eleito presidente para um mandato de 5 anos. Ele assume o governo no dia 15 de agosto.

'É a primeira vez que se faz isso (a dispensa). Ela foi aceita porque o povo o elegeu e seu pedido foi reconsiderado porque não é compatível com seu estado clerical ocupar também a Presidência da República', disse o núncio apostólico, Orlando Antonini, em uma coletiva em Assunção.

'O Santo Padre concede o pedido de dispensa do estado clerical... agora é laico, então, não há mais essa situação (de sanção por rebeldia)', acrescentou.

(Por Daniela Desantis)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG