SÃO PAULO - O papa Bento 16 chegou às 17h (horário de Brasília) desta terça-feira à base militar Andrews, perto de Washington, nos Estados Unidos. O pontífice foi recebido pelo presidente norte-americano, George W. Bush, que pela primeira vez se deslocou da Casa Branca para receber um chefe de Estado ao desembarcar.

Clique aqui e veja o infográfico sobre a viagem do papa aos EUA

Durante o vôo, Bento 16 afirmou a jornalistas que o escândalo de pedofilia envolvendo sacerdotes católicos americanos foi "uma vergonha, que não deve se repetir". Esses casos, disse o pontífice, representaram "um grande sofrimento para os EUA, para a Igreja e para mim, pessoalmente".

"Não entendo como puderam acontecer", acrescentou o papa, em declarações aos jornalistas que o acompanham no avião que o leva a visita aos EUA.

O papa Bento 16 partiu nesta terça-feira de Roma para Washington, primeira etapa de sua viagem de seis dias aos Estados Unidos, onde se reunirá com o presidente George W. Bush e fará um discurso na assembléia geral da ONU. A viagem do pontífice terá um forte esquema de segurança .

Em sua primeira viagem aos EUA, Bento 16 visitará a Casa Branca e celebrará duas missas em estádios, uma quinta-feira em Washington e outra no domingo em Nova York.

Bento 16 viajou em um avião Boeing 777 da companhia Alitalia, que decolou do aeroporto de Fiumicino, em Roma, às 12h local (7h de Brasília).


Bento 16 deixa Roma com destino aos EUA / Reuters

Visita histórica

Bento 16 é o terceiro papa a visitar os Estados Unidos, onde os católicos representam 22,6% da população. Antes dele, o papa Paulo 6° esteve em território americano em uma ocasião. João Paulo 2° foi sete vezes ao país.

Bento 16 foi recebido com grande pompa pelo presidente americano, George W. Bush nesta terça-feira, no primeiro dia da viagem oficial.

Bush recebeu o papa pessoalmente na Base Aérea Andrews. O deslocamento de Bush até à base é uma exceção ao protocolo, já que normalmente o americano recebe os hóspedes apenas na Casa Branca.

"Quero render homenagem às suas convicções", disse Bush, em referência às idéias de Bento 16 sobre o relativismo moral, em entrevista à TV católica americana EWTN.

"Concordo com ele que existe o certo e o errado na vida e que o relativismo moral representa um perigo para uma sociedade baseada na esperança e na liberdade."

Bento 16 vai visitar Washington e Nova York, onde fará um discurso na sede das Nações Unidas e celebrará missa no Marco Zero, local onde ficava o World Trade Center, destruído nos atentados de 11 de setembro de 2001.

Leia mais sobre papa Bento 16

(Com EFE e AFP)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.