O Papa Bento XVI afirmou nesta sexta-feira em Paris que a religão tem funções insubstituíveis para a formação das consciências e para a criação de um consenso ético profundo na sociedade.

"É fundamental adquirir uma consciência mais clara das funções insubstituíveis da religião para a formação das consciências e da contribuição que pode aportar, junto a outras instâncias, para a criação de um consenso ético profundo na sociedade".

O Papa fez a afirmação durante um discurso no palácio do Eliseu, onde foi recebido pelo presidente francês Nicolas Sarkozy, no primeiro dia de uma visita de quatro dias a França, a primeira de seu pontificado.

As palavras do Sumo Pontífice integram o debate sobre uma nova forma de laicismo, mais aberto e em diálogo com as religiões, e sobre a relação entre Igreja e Estado.

rn-al/rn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.