Papa admite erro ao revogar excomunhões de bispos, diz jornal

Cidade do Vaticano, 11 mar (EFE).- O papa escreveu uma carta aos bispos católicos de todo o mundo explicando porque revogou a excomunhão de quatro bispos tradicionalistas, admitindo erros na gestão do caso e especificando que os lefebvrianos ainda não estão em comunhão com Roma, afirma o jornal italiano Il Foglio.

EFE |

Segundo o veículo, a carta será oficialmente divulgada em breve pelo Vaticano, provavelmente amanhã.

De acordo com o "Il Foglio", trata-se de uma carta "humilde e ao mesmo tempo forte", com a qual Bento XVI decidiu explicar pessoalmente ao episcopado católico sua decisão de readmitir os quatro bispos "lefebvrianos", entre eles o inglês Richard Williamson, que negou o Holocausto judeu e foi expulso da Argentina.

Na carta, escrita a mão, segundo o jornal, o Pontífice reconhece dois "equívocos" na gestão do caso.

Segundo Bento XVI, a Santa Sé errou ao "não se dar conta" de que, através da internet, poderia ter tomado conhecimento das declarações de Williamson negando o Holocausto, "que se sobrepuseram de maneira imprevisível à reabilitação".

Já o segundo "equívoco" diz respeito ao fato de a revogação das excomunhões não ter sido "suficientemente esclarecida". EFE jl/jp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG