O Papa Bento XVI aceitou neste sábado a renúncia do bispo de Augsburg, sul da Alemanha, Walter Mixa, acusado de ter agredido crianças em um orfanato católico há mais de 20 anos, e que ele mesmo havia nomeado para o cargo em 2005, anunciou o Vaticano." /

O Papa Bento XVI aceitou neste sábado a renúncia do bispo de Augsburg, sul da Alemanha, Walter Mixa, acusado de ter agredido crianças em um orfanato católico há mais de 20 anos, e que ele mesmo havia nomeado para o cargo em 2005, anunciou o Vaticano." /

Papa aceita renúncia de bispo acusado de violência contra crianças

O Papa Bento XVI aceitou neste sábado a renúncia do bispo de Augsburg, sul da Alemanha, Walter Mixa, acusado de ter agredido crianças em um orfanato católico há mais de 20 anos, e que ele mesmo havia nomeado para o cargo em 2005, anunciou o Vaticano.

AFP |

O Papa Bento XVI aceitou neste sábado a renúncia do bispo de Augsburg, sul da Alemanha, Walter Mixa, acusado de ter agredido crianças em um orfanato católico há mais de 20 anos, e que ele mesmo havia nomeado para o cargo em 2005, anunciou o Vaticano.

"O Papa aceitou a renúncia ao governo pastoral da diocese de Augsburg apresentada pelo monsenhor Walter Mixa, de acordo com o artigo 401, parágrago segundo do código de direito canônico", afirma o Vaticano em um comunicado.

O dispositivo diz respeito à aposentadoria por "doença ou outros motivos graves", não especificados, antes da idade legal de 75 anos.

Bento XVI também aceitou a renúncia do bispo das funções de "vigário militar para a República da Alemanha".

Na sexta-feira, a justiça de Ingolstadt, Baviera, sul da Alemanha, confirmou a abertura de uma investigação por abusos sexuais contra Mixa, que já havia sido acusado de agredir crianças.

No fim de abril, Mixa, 69 anos, apresentou a renúncia após as acusações de que agredira alunos em um orfanato católico.

De acordo com a imprensa, a investigação por abusos sexuais diz respeito a um jovem, menor de idade no momento dos fatos, quando Mixa era arcebispo de Eichstatt, entre 1996 e 2005.

fka/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG