Panetta assume direção da CIA na administração de Obama

O democrata Leon Panetta assumiu nesta quinta-feira a direção da Agência Central de Inteligência (CIA) prometendo fornecer ao presidente americano Barack Obama uma informação independente e a melhor inteligência, livre da política.

Redação com agências internacionais |

Reuters

Panetta faz discurso em sua cerimônia de juramento ao assumir direção da CIA


Durante a cerimônia, assistida por Joe Biden, vice-presidente dos EUA, Panetta evitou falar dos polêmicos temas que herdará, especialmente o tratamento dado pela CIA aos presos da chamada "guerra contra o terrorismo".

O novo diretor da "agência" destacou que "conta com uma equipe de elite aqui na CIA".

Panetta, 70, agradeceu a permanência de Steve Kappes, o número dois da CIA e que ocupou postos-chaves na agência após os ataques do 11 de Setembro de 2001.

"Todo o staff, creio, é o melhor grupo de pessoas que já conheci profissionalmente", disse Panetta durante a cerimônia na sede da CIA, em Langley, Virgínia.

"Quero realizar nosso trabalho com integridade e respeito às leis e à Constituição, que todos prometemos defender", assinalou.

Panetta, que foi chefe de gabinete da Casa Branca durante o governo de Bill Clinton (1993-2001), ocupa o cargo deixado por Michael Hayden, marcado pelos fracassos ligados à guerra no Iraque e pelos polêmicos métodos de interrogatório contra suspeitos de terrorismo.

O novo diretor da CIA prometeu fornecer "a melhor inteligência e análises independentes, sem a influência dos políticos, e especialmente informação objetiva para o presidente e os legisladores deste país para que possam proteger o povo americano".


Leia mais sobre CIA

    Leia tudo sobre: cia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG