Palin depõe sobre caso de abuso de poder no Alasca

A candidata republicana à vice-presidência dos EUA, Sarah Palin, disse se alegrar por ter a oportunidade de prestar declarações, sob juramento, em uma segunda investigação sobre se cometeu, ou não, abuso de poder como atual governadora do Alasca, informou a imprensa americana neste sábado.

AFP |

O advogado de Palin disse que sua cliente deu, na sexta-feira, um depoimento detalhado de três horas ao Conselho de Pessoal do estado do Alasca, que investiga se ela violou normas éticas, ao demitir o chefe de Segurança Pública estadual, em julho passado.

Ela é acusada de tê-lo demitido, depois que ele se negou a demitir um outro funcionário, que estava se divorciando da irmã de Sarah Palin.

"A governadora estava muito feliz por ter tido, finalmente, a oportunidade de revelar toda a verdade a um investigador independente e imparcial", declarou o advogado da candidata, Thomas van Flein, citado pela rede CNN.

ddl/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG