Gaza, 15 mai (EFE).- Dois palestinos foram feridos a tiros por soldados israelenses quando participavam hoje de uma manifestação popular na passagem fronteiriça de Erez, no norte da Faixa de Gaza, para protestar contra o bloqueio de Israel ao território, informaram fontes médicas palestinas.

As fontes disseram que os feridos foram atingidos na parte inferior do corpo, e que várias pessoas inalaram gás lacrimogêneo, também lançado por forças israelenses nessa passagem fronteiriça.

A manifestação, organizada pelo Hamas, que controla a Faixa de Gaza há quase um ano, ocorre quando os palestinos lembram a Nakba (Catástrofe), como consideram a criação do Estado de Israel, que completou ontem 60 anos.

Milhares de pessoas participaram do protesto, que teve por objetivo se aproximar o máximo possível da passagem, onde, segundo testemunhas, os soldados israelenses deram vários tiros de advertência para o alto.

Israel mantém fechadas todas as passagens limítrofes com a Faixa de Gaza desde junho passado, depois que o Hamas assumiu o controle do território ao vencer as forças de segurança do movimento nacionalista Fatah, liderado pelo presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas.

Os manifestantes gritaram palavras de ordem contra Israel, exigindo a suspensão do bloqueio e a abertura de todas as fronteiras, incluindo a passagem de Rafah, no sul e limítrofe com o Egito, cuja custódia depende de um acordo internacional no qual intervêm Israel, a União Européia, a ANP e o próprio Governo egípcio. EFE sar/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.