Palestinos rejeitam ideia de Peres de um Estado com fronteiras provisórias

O presidente israelense, Shimon Peres, propôs nesta quinta-feira a criação de um Estado palestino com fronteiras temporárias com vistas a uma resolução do conflito, ideia recusada categoricamente pelos palestinos.

AFP |

"O mapa do caminho traça um percurso claro, e a segunda fase deste plano deve ser aplicada, ou seja, a proclamação de um Estado palestino com fronteiras temporárias", declarou Peres durante uma reunião com o chefe da diplomacia europeia, Javier Solana.

Segundo Peres, as duas partes devem se comprometer claramente para que as fronteiras se tornem permanentes depois de um tempo de acordo.

Lançado em 2003, o Mapa do caminho é um plano de paz apoiado pela comunidade internacional que prevê a criação de um Estado palestino.

A Autoridade Palestina, que sempre destacou o caráter "opcional" desta segunda fase, rejeitou em seguida a proposta de Peres.

"Rechaçamos categoricamente a proposta de Peres, que equivale a nos levar novamente ao ponto de partida", declarou à AFP Nabil Abu Rudeina, porta-voz do presidente palestino, Mahmud Abbas.

rb-na/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG