Palestinos na Bolívia agradecem a Morales por ruptura com Israel

La Paz, 14 jan (EFE).- A comunidade palestina na Bolívia agradeceu hoje a decisão do presidente Evo Morales de romper relações com Israel em razão dos ataques na Faixa de Gaza, informou um porta-voz dos palestinos residentes no país.

EFE |

"Agradecemos cordialmente em nome de nosso povo palestino, especialmente da Faixa de Gaza, o apoio moral e humanitário do presidente Morales por esta condenação", declarou à Agência Efe o médico palestino residente em La Paz Aiman Altaramsi.

Além disso, o porta-voz da comunidade palestina na Bolívia pediu que outros governantes processem o presidente de Israel, Shimon Peres, e seus ministros "que estão o acompanhando no massacre do povo palestino, no qual já morreram quase mil pessoas".

Morales anunciou esta manhã sua decisão de romper relações diplomáticas com Israel em solidariedade ao povo palestino, e disse que processará Shimon Peres e seu primeiro-ministro, Ehud Olmert, no Tribunal Penal Internacional por genocídio.

No entanto, a Embaixada de Israel na Bolívia assegurou que não recebeu qualquer comunicado oficial a respeito, segundo indicaram à Efe fontes desta legação.

Para Altaramsi, esta decisão terá efeito em outros países, que vão seguir esta iniciativa e à do presidente venezuelano, Hugo Chávez, que ordenou em 6 de janeiro a expulsão do embaixador israelense na Venezuela, Shlomo Cohen.

Mais de mil palestinos, a metade deles civis, morreram e 4.600 ficaram feridos nos 19 dias da ofensiva israelense em Gaza, segundo fontes palestinas. EFE lav/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG