Um dirigente palestino pediu nesta segunda-feira ao presidente norte-americano, Barack Obama, para que não ceda em sua exigência de um cessar total da colonização israelense na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental.

"Se Obama aceitar a continuação da colonização em Jerusalém, isto significa que se retira do processo de paz no Oriente Médio", declarou Nabil Chaath à imprensa em Ramallah (Cisjordânia).

Washington, apoiado pelos países europeus, vê no fim da colonização uma condição necessária para a retomada das negociações de paz, suspensas desde o final de 2008. Israel se recusa a congelar a colonização.

O governo Obama pareceu dar um passo atrás no tema frente à oposição que sua exigência despertou em Israel.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, anunciou neste domingo que seu governo não tomou "nenhuma decisão" relativa ao congelamento da colonização na Cisjordânia ocupada.

O presidente palestino, Mahmud Abbas, se recusa a retomar as negociações sem um cessar total da colonização.

jk-yad/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.