Palestinos atiram chinelos contra carro de Ban Ki-moon em Gaza

Manifestantes acusam secretário-geral da ONU de recusar encontro com familiares de detentos em prisões israelenses

iG São Paulo |

Dezenas de palestinos tentaram impedir a entrada do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, em Gaza nesta quinta-feira. Os manifestantes atiraram chinelos (um insulto no mundo muçulmano) e cadeiras de plástico contra o carro onde Ban estava, enquanto uma multidão segurava cartazes e gritava palavras de ordem.

Leia também: Após Shalit, Israel deve mudar regras na troca de prisioneiros

AP
Manifestantes cercam carro do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, em Gaza

O comboio acelerou e passou pela multidão, entrando no território controlado pelo grupo islâmico Hamas e seguindo em direção a Khan Yunis, no sul do território. Ninguém ficou ferido.

Muitos dos manifestantes são parentes de palestinos detidos em prisões israelenses. Eles bateram no veículo com cartazes nos quais estavam escritas mensagens acusando Ban de ser pró-Israel e de se recusar a conversar com familiares dos prisioneiros.

"A atitude de Ban não é moral nem humana", afirmou Abdallah Qandil, porta-voz das famílias dos presos.

“Ficamos imaginando porque ele se recusa a nos encontrar”, disse Jamal Farwana, outro porta-voz do grupo.

Israel mantém cerca de sete mil presos palestinos, após ter libertado mais de mil recentemente, em uma troca com o Hamas que culminou na libertação do soldado israelense Gilad Shalit .

O secretário-geral da ONU encerra nesta quinta-feira uma visita de três dias a Jordânia, Israel e aos territórios palestinos durante a qual estimulou líderes a retomar as conversações iniciadas com a mediação da Jordânia e do Quarteto para o Oriente Médio (Estados Unidos, Rússia, União Europeia, ONU).

Em coletiva de imprensa, Ban agradeceu as “boas-vindas”. “Conversei com muita gente que estava esperando por mim na entrada e divido com elas seus medos e frustrações. É por isso que estou aqui”, afirmou, em referência ao incidente.

Com AP, AFP e EFE

    Leia tudo sobre: onugazapalestinosisraelprisioneirosoriente médioban ki moon

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG