Palestinos anunciam acordo para criação de governo de união nacional

CAIRO - Dirigentes de diferentes grupos palestinos acertaram nesta quinta-feira a criação de um governo provisório de união nacional, durante uma reunião para reconciliar posições que aconteceu num ambiente muito positivo, segundo fontes palestinas.

Redação com EFE |


O encontro, que contou com líderes de 30 grupos distintos, foi convocado com a mediação do governo do Egito, e aconteceu a portas fechadas nos escritórios do serviço de inteligência do Cairo.

Wasel Abu Youssef, secretário-geral da Frente para a Libertação da Palestina, disse à agência oficial "Mena" que o ambiente da reunião foi "muito positivo", porque todos coincidiram na "necessidade de pôr fim às divisões atuais e enfrentar os desafios" do povo palestino.

Ficou acertada a criação de cinco comissões com o objetivo de: formar um governo de união nacional, supervisionar as próximas eleições gerais (ainda sem data), estudar a reestruturação da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), analisar a situação das forças de segurança na Cisjordânia e Gaza, e estudar todos os aspectos ligados à reconciliação palestina.

Estas comissões se reunirão a partir de 10 de março, e seu trabalho terminará quando todos os temas estiverem concluídos, acrescentou Youssef.

O dirigente palestino afirmou ainda que a criação do governo provisório terá como missão estipular as bases para as próximas eleições, que não podem ultrapassar o prazo fixado pela Constituição, que seria 25 de janeiro de 2010.

No comunicado final, lido pelo dirigente do Fatah, Ahmed Qorei, os líderes agradeceram o papel assumido pelo Egito em favor do diálogo palestino, e reafirmam que as conversas são necessárias para superar as divisões entre os grupos e começar um novo capítulo de reconciliação.

Hamas e Fatah, as duas principais facções palestinas, atravessam uma forte crise em razão das diferenças que surgiram desde que o primeiro ocupou à força a Faixa de Gaza, em junho de 2007, após expulsar os partidários do presidente palestino, Mahmoud Abbas.

Leia mais sobre palestinos

    Leia tudo sobre: palestinos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG