Palestinos aceitam novas negociações de paz com Israel

Conversas indiretas serão mediadas pelo enviado dos Estados Unidos ao Oriente Médio, George Mitchell

Reuters |

A Organização para Libertação da Palestina (OLP) aprovou neste sábado o início de negociações indiretas de paz com Israel, abrindo caminho para que um negociador norte-americano promova os primeiros diálogos em cerca de 18 meses.

O comitê executivo da OLP aprovou as negociações indiretas durante reunião em Ramallah, na Cisjordânia ocupada por Israel, disseram membros do grupo.

Após três horas de reunião conjunta com os membros do Conselho Central do movimento Fatah, o dirigente palestino Yasser Rabbo divulgou que ambos os organismos tinham aceitado o início das chamadas "conversas de proximidade".

AFP
Mahmoud Abbas participa da reunião da OLP
As negociações serão mediadas pelo enviado dos Estados Unidos ao Oriente Médio, George Mitchell. Segundo um funcionário de alto cargo palestino, Mitchell pode anunciar formalmente o lançamento das negociações indiretas neste sábado à noite ou no domingo.

Permanecem grandes divergências sobre questões chave, como o traçado das fronteiras do Estado palestino, o estatuto de Jerusalém ou o futuro das colônias judaicas na Cisjordânia.

A rádio pública israelense informou, citando altos funcionários israelenses, que Washington havia evocado a possibilidade, em caso de fracasso das negociações indiretas, de apresentar um plano de paz coordenado pelo Quarteto para o Oriente Médio (EUA, ONU, União Europeia e Rússia).

    Leia tudo sobre: IsraelPalestinosOriente MédioEstados Unidos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG