Palestino mata menino israelense em assentamento na Cisjordânia

HEBRON (Reuters) - Um palestino matou um menino israelense de 13 anos e feriu outro de 7 em um ataque com golpes de machado e facadas na quinta-feira em um assentamento na Cisjordânia, disse a polícia. O incidente ocorreu em Bat Ayin, onde vivem cerca de mil colonos, dois dias depois da posse do governo de direita do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

Reuters |

A polícia e um serviço de emergência disseram que o menino de 13 anos foi morto e que o mais jovem se encontrava em estado grave.

"O agressor é palestino. Ele usou um machado e uma faca", disse um policial. "Nós estamos procurando por ele."

Ninguém assumiu imediatamente a responsabilidade pelo ataque. Ayin fica perto das cidades palestinas de Bethlehem e Hebron.

Um morador do assentamento disse ter lutado com o agressor e o desarmado, mas o homem fugiu.

"Ele tentou me esfaquear. Eu o chutei, ele me chutou", disse o colono, que se identificou apenas como Avinoam, à TV israelense.

Em 2002, três moradores do assentamento foram condenados por um tribunal israelense a penas que variam de 12 a 15 anos de prisão por tentar detonar uma bomba perto de uma escola para meninas palestinas em Jerusalém Oriental.

(Reportagem de Haitham Tamimi)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG