Palestino dado como morto por israelenses reaparece em Gaza

Um palestino de 15 anos, dado como desaparecido e considerado morto por tiros de israelenses no início da semana na Faixa de Gaza, reapareceu em casa são e salvo depois de ter sido preso no Egito.

AFP |

Mohammed Zeid al Fermawi, 15 anos, explicou neste domingo à AFP que foi na segunda-feira passada com amigos a um aeroporto abandonado de Gaza, perto da fronteira de Israel e Egito, para se divertir.

Os jovens palestinos descobriram um túnel de contrabando até o Egito e entraram no local. Posteriormente, foram presos pelas forças egípcias de segurança, do outro lado da fronteira, explicou o adolescente. Ficaram presos durante vários dias no Egito.

No dia seguinte, terça-feira, os serviços de emergência palestinos em Gaza e os veículos da imprensa local informaram que Mohammed Zeid al Fermawi tinha morrido após disparos israelenses quando se aproximava da fronteira, perto do aeroporto abandonado, ao leste da cidade de Rafah, durante uma manifestação contra o roubo de terras árabes.

"Não sabia que tinham anunciado a minha morte porque eu estava preso (no Egito). Quando retornei no sábado, entendi. Quando cheguei aqui, havia centenas de pessoas para me receber em casa", disse.

    Leia tudo sobre: palestinos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG