Países não alcançam acordo para adiar cúpula da Assembleia Geral da ONU

Nações Unidas, 22 mai (EFE).- A Assembleia Geral da ONU concluiu hoje um longo dia de negociações sem alcançar um acordo sobre uma proposta para adiar a cúpula sobre crise econômica global que o organismo mundial deve realizar entre 1º e 3 de junho.

EFE |

Os 192 países-membros do organismo decidiram continuar, em 26 de maio, as negociações para dar tempo a consultas com as respectivas capitais sobre a proposta do presidente da Assembleia Geral, Miguel D'Escoto, de adiar a reunião até 24, 25 e 26 de junho.

Fontes diplomáticas disseram à Agência Efe que a maioria das delegações aprova a mudança de data, que permitirá ter mais tempo para negociar o conteúdo do documento final da cúpula.

No entanto, o grupo regional europeu se opõe a adiar a reunião de alto nível sobre a crise e prefere manter as datas estipuladas inicialmente, acrescentaram as mesmas fontes.

Perante a falta de consenso, D'Escoto decidiu desmarcar a reunião da Assembleia que devia começar hoje às 17h (de Brasília) e pediu que as negociações continuem na próxima semana.

Em entrevista, o porta-voz do presidente da Assembleia, Enrique Yeves, disse que D'Escoto não quer mudar as datas da cúpula, mas que entende que é necessário mais tempo para negociar o documento final e resolver problemas de agenda que surgiram entre alguns dos participantes. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG