Países lusófonos querem aprender com agricultura do Brasil

Brasília, 3 jun (EFE).- Os membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) querem aproveitar a experiência e as tecnologias agrícolas do Brasil para o desenvolvimento de suas próprias agriculturas, afirmaram hoje fontes oficiais de Cabo Verde.

EFE |

"O Brasil acumulou conhecimento e tecnologia que podem ser aproveitados pelas outras nações da CPLP", declarou o ministro do Meio Ambiente, Desenvolvimento Rural e Recursos Marítimos cabo-verdiano, José Maria Fernandes da Veiga, que participará em da Brasília na reunião de autoridades de agricultura da comunidade lusófona.

O ministro se reuniu com representantes do Governo brasileiro e expôs o interesse do país em conhecer os programas agrícolas aplicados no Brasil e especialmente os dirigidos ao combate de pragas.

Segundo ele, atualmente em seu país foram detectadas pragas que afetam as plantações de coco e banana, dois dos principais produtos agrícolas de Cabo Verde.

O ministro cabo-verdiano participará amanhã em Brasília da 4ª Reunião de Ministros de Agricultura da CPLP, que é formada por Angola, Brasil, Portugal, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Durante a reunião de Brasília, está previsto que os ministros assinem um Plano de Ação em Segurança Alimentar e Nutricional e anunciem a criação de um Centro de Excelência em Segurança Alimentar, baseado na experiência brasileira na área. EFE ed/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG